Anterior

Governo Investe na capacitação de profissionais da Saúde.

25/04/2017

Anterior

Próxima

Ação Junto a gestantes previne contra e Zika e Chicungunha.

02/05/2017

Próxima
26/04/2017 - 11:52
Prefeito de Lamarão e Presidente da FEC-BA Dival Pinheiro debate Saúde Pública.

Evento realizado em Salvador na última terça-feira contou com a participação de diversas outras autoridades

Dando continuidade ao ciclo de encontros objetivando a construção e fortalecimento da politica de consórcios na Bahia, a Federação dos Consórcios Públicos da Bahia (FEC-BA) realizou em parceria com a UPB nesta terça-feira, dia 25 de abril, Debate com o O tema “Novo modelo de regulação e pactuação de saúde já!”. Com o auditório lotado de prefeitos, secretários de saúde e demais municipalistas , o Presidente da Federação dos Consórcios Públicos da Bahia e prefeito de Lamarão Dival Pinheiro defendeu a expansão das unidades de atendimento de urgência e emergência por toda a Bahia, inclusive nas pequenas cidades, para que descongestionasse o atendimento dos hospitais regionais, localizados nos grandes centros, que tem capacidade de atendimentos de média e alta complexidade "Se tivessemos nas pequenas e médias cidades da Bahia, Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) com estrutura para atender as urgências e emergências do dia a dia, diminuiria consideravelmente o fluxo de pacientes destas cidades chegando aos hospitais regionais, e conseqüentemente sobrariam vagas para o atendimentos dos casos mais complicados de os chamados de média e alta complexidade, e é esse o nosso objetivo, fortalecer o governador Rui Costa, para que consigamos recursos e possamos investir na infraestrutura da saúde por toda a Bahia" pontuou Dival

 

Presente no evento o presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE), Desembargador José Edivaldo Rotondano, alertou os prefeitos de alguns municípios sobre a necessidade do recadastramento biométrico. Uma determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) da necessidade de cadastrar a biometria, até 19 de dezembro do presente ano. “Significa dizer que precisamos colher todos os dados biométricos dos municípios. A previsão é que tenhamos que ‘biometrizar’ 4 milhões de eleitores”, disse Edivaldo.

 

A superintendente dos Sistemas de Regulação da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (SESAB), Ana Paula Dias, falou  um pouco sobre como funciona o processo da Regulação do sistema de saúde no estado da Bahia. “O Sistema de regulação funciona basicamente em três etapas: a recepção (chamado/caso); a abordagem do caso; para, enfim, a decisão e acompanhamento”.

 

Dentre outras autoridades, também estavam presentes ao evento o promotor de Justiça-Ministério Público da Bahia, Rogério Queiroz; o Secretário de Saúde de Salvador, José Antônio; e Luiz Cláudio, chefe de gabinete da SESAB, representando o Secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas Boas.

 

 






Link:




Deixe seu comentário